terça-feira, 23 de novembro de 2010

Eu fui e vou,toda vez que o amor me chamar!


Adoro essa parte,as luzes vão se apagando devagarzinho,o mundo lá fora vai se apagando devagarzinho,os olhos da gente vão se abrindo.Daqui a pouco agente não vai nem se lembrar que está aqui!.. tem o mocinho namorador que nunca se apaixonou por ninguém até conhecer a mocinha,tem a mocinha que vai sofrer muito, porque o amor do mocinho é cheio de problemas;Tem o bandido que só quer matar o mocinho ou ficar com a mocinha,pode ser até as duas coisas;Tem uma mulher que também quer o mocinho,mas ele não quer nada com ela e tem também mais alguns personagens que vão ficar fazendo graça pra animar a história.Uns vão terminar quase tão bem quanto o mocinho e a mocinha,outras tão mal quanto o bandido conforme eles ajudem ou atrapalhem o romance.
- você já viu?
- não mas é sempre assim.
- e qual é a graça?
- a graça não é saber o que acontece,é saber como acontece e quando acontece..agente vai conhecer um monte de pessoas novas,um monte de problemas que agente não pode resolver,que só eles podem.Vamos ver como e quando..está começando!
-
"O amor me chamou pra um outro lado e eu fui atrás dele.Eu pensei que se eu não fosse, a minha vida inteira ia ser assim.Vida de tristeza, vida de quem quis de corpo e alma e mesmo assim não fez. Daí eu fui. Eu fui e vou, toda vez que o amor me chamar. Vocês entendem? Como um cachorrinho, mas coroada como uma rainha"
Porque :O amor é como um precipício, a gente se joga e reza pra nunca chegar o chão. 

- trechos do filme Lisbela e o prisioneiro *---*

Um comentário:

  1. Eu fui e vou toda vez que o amor em chamar :) Ameiii as frases *-*

    ResponderExcluir